Cédula de Crédito Bancário Digital: avanço da tecnologia na emissão de CCB
08/02/2019

Cédula de Crédito Bancário Digital: avanço da tecnologia na emissão de CCB


A Cédula de Crédito Bancário Digital ainda é uma novidade no mercado financeiro. Ela é a versão digital das Cédulas de Crédito Bancário e uma das mais recentes novidades em matéria de títulos de créditos eletrônicos. Sua utilização representa uma modernização das práticas comerciais, mais adequada à realidade vivida hoje e nos próximos anos, cada vez mais conectada a soluções tecnológicas.

A adoção da Cédula de Crédito Bancário Digital deve ter um grande impacto sobre o mercado de Fundos de Investimento, uma vez que a CCB é, atualmente, o título de crédito mais utilizado pelas instituições financeiras. Para entender todas as facilidades que a nova forma de emissão deve trazer, é necessário compreender primeiro de que maneira funcionam as Cédulas de Crédito Bancário.


A Cédula de Crédito Bancário - CCB

A Cédula de Crédito Bancário é o título de crédito mais utilizado atualmente. Trata-se de um instrumento legal de uma operação de crédito. Ela representa uma dívida em dinheiro, líquida e exigível e pode ter diversas formas de origem, como cheque especial, conta consignada, capital de giro ou outras modalidades de crédito.

Criada em 1999 através de uma Medida Provisória e incluída na Lei nº 10.931/04, a CCB trouxe mais segurança para as instituições financeiras em casos de recuperação de créditos inadimplentes. Sua principal característica é ser um título executivo extrajudicial, que possui andamento judicial simplificado.

Isso confere aos juízes maior agilidade para a efetuação das cobranças e execução de garantias, trazendo mais segurança e estabilidade para as decisões dos tribunais sobre questões como a capitalização de juros e a conferência de força executiva aos contratos firmados entre as instituições e os clientes delas.


Existem três tipos de CCB:

- Cédula de Crédito Hipotecária: garantida por uma hipoteca.

- Cédula de Crédito Pignoratícia: garantida por um penhor.

- Cédula de Crédito Fiduciária: garantida por uma alienação fiduciária (fiança ou aval).


A Cédula de Crédito Bancário Digital

A autorização para a emissão da Cédula de Crédito Bancário Digital foi proposta em 2017, através do Projeto de Lei nº 8.987/17, que trouxe alterações à Lei nº 10.931/04, equiparando a cédula eletrônica ao tipo utilizado atualmente.

De acordo com o autor do Projeto, o objetivo é seguir o rumo da transformação digital atual, que vem diminuindo consideravelmente o uso de impressões em papel. Além disso, a medida serve para colocar a Cédula de Crédito Bancário em pé de igualdade com outros títulos, que já são emitidos de maneira digital.

 

Vantagens

A Cédula de Crédito Bancário Digital traz uma série de vantagens, principalmente para os Fundos de Investimento. A existência de uma ferramenta para registro e desconto de CCBs digital fornece uma alternativa de negociação de títulos seguros.

O Registro de Documentos ocorre a partir da importação de um contrato digital em PDF ou os dados estruturados para geração a partir de um template. Caso o contrato já tenha passado pela formalização e assinatura digital, o registro poderá ocorrer da mesma forma, sendo necessária a importação deste contrato e as evidências desta assinatura. O Portal irá gerar um código, garantindo a titularidade da mesma, podendo ser consultada, negociada e cedida para outra empresa.


Além disso, entre as principais vantagens da Cédula de Crédito Bancário Digital, podemos destacar também:

- Ganho de escala.

- Segurança.

- Mais agilidade nos processos.

 

Principais características da Cédula de Crédito Bancário Digital

A Cédula de Crédito Bancário Digital não altera a natureza das CCBs, que continuam mantendo suas principais características, como:


– As operações são títulos líquidos e certos.


– Há a possibilidade de emissão com ou sem garantias.


– A Cédula de Crédito Digital também pode ser negociada e cedida no mercado.

 

A Quick Soft e a emissão da Cédula de Crédito Bancário Digital

A partir do mês de fevereiro, a emissão da Cédula de Crédito Bancário Digital fará parte do portfólio de produtos oferecidos por nós. Uma novidade que vai facilitar o seu trabalho, agilizar suas operações e colocar sua empresa na dianteira do mercado. Nesse serviço, além dos registros das CCBs, a Financeira poderá formalizar a contratação de crédito e encaminhar para cessão a partir do próprio Portal Q’Certifica. Fale conosco e conheça essa novidade.


Compartilhe

Soluções Relacionadas

Q'Gestora

O Q'Gestora é um sistema de Gestão de Fundos de Investimentos. Solução para...

saiba mais

Matérias Relacionadas

13/10/2015

Pesquisa: Mais de 98% de aprovação dos clientes do Portal Q'Certifica

A Quick Soft realiza mais uma vez, sua pesquisa de satisfação, agora com os mais de 170 clientes do Portal Q’Certifica, solução para assinatura de documentos digitais, sempre com o...

leia mais
01/01/2017

Assinatura Digital: Mais agilidade, menos papel e menos fraudes

Na área da saúde, não pode haver falhas, todas as atividades dos profissionais precisam ser documentadas de forma clara e segura. Este processo gera uma quantidade enorme de papéis que,...

leia mais
15/03/2019

Como a Assinatura Digital pode transformar a sua empresa

De todas as inovações da chamada transformação digital, a Assinatura Digital é sem dúvida uma das mais importantes e de maior impacto no mercado. Isso porque ela torna muito...

leia mais